terça-feira, 27 de abril de 2010

EDUCAÇÃO PARA INGLÊS VER


Depois de um longo período afastada por problemas de saúde e, navegando na net, encontrei essa sincera opinião e resolvi postá-la, fazendo das palavras de Juliana as minhas!!!

No dia 24 de março, A Câmara aprovou a proposta que obriga as escolas públicas de ensino básico a manter os alunos em suas instalações, mesmo em caso de falta de professor। O Projeto de Lei 2357/07, do deputado Ayrton Xerez (DEM-RJ), determina ainda que esses alunos deverão receber atividades complementares, organizadas de acordo com a faixa etária e a grade curricular de cada série।
Senhoras e senhores, diretamente do elenco que atua no grande espetáculo circense EDUCAÇÃO PARA INGLÊS VER, a declaração nada “irônica” de uma professora da rede pública do Rio de Janeiro: “Muito legal!”.
Se me permitem, caros colegas, emprego aqui o adjetivo “legal” nas duas acepções: 1.Conforme a lei, ou prescrito por ela; 2.Sentido figurado. Bacana, interessante. Agora, o paradoxo da realidade brasileira: nem tudo que está prescrito pela lei é bacana, interessante e funcional.
A começar pela carência de professores na rede pública. São recorrentes e inúmeras exonerações em função das péssimas condições de trabalho e parcos rendimentos. Os concursados são convocados, em parte, porque é preferível manter o “esquema” de dupla – agora também tripla – regência (no município) e GLP (no estado) a ter mais encargos financeiros que venham onerar os cofres públicos. Os professores, por motivos já citados, adoecem, padecem, enlouquecem, logo entram de licença.
Então, o que acontece nas escolas públicas, lugares bem distantes da realidade da Câmara dos deputados?
Os alunos – quando percebem o “buraco” na grade de horário – revoltam-se, já que, não raro, são obrigados a permanecer nas péssimas instalações das escolas por quatro horas em meia, mesmo que só tenham um professor para ministrar, muitas vezes, uma ou duas aulas no dia. Não há “servidores” disponíveis para aplicar as tais atividades complementares, organizadas de acordo com a faixa etária e a grade curricular de cada série. A inspetoria não consegue dar conta de todos os alunos em tempo ocioso, até porque não há como um único inspetor passar os olhos e discernir quais alunos deveriam estar em aula e quais estariam de fato sem professor.
E nós, professores? Como ficamos? Ou findamos? Ou afundamos?
Passamos boa parte do tempo brigando para trabalhar; brigando para manter aluno dentro de sala; brigando para que os alunos não troquem socos e cadeiradas ou matem uns outros com ponta seca de compasso; brigando para não deixar que os alunos sem aula fiquem pelos corredores gritando e prejudicando os poucos interessados; brigando para não perder a voz e a vez; brigando para não perder a audição; brigando para não perder a razão.
Enfim, brigando para acender uma lâmpada de 10 w na escuridão do cenário educacional brasileiro ou para não acender a primeira vela do velório da Nação chamada Brasil.
(Juliana Izabeli Bulhões – Rio, 06 de abril de 2010)

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Onde vamos chegar?



O Blog do Roberto Moraes recebeu o seguinte email:
"Roberto Moraes. Parabéns pelo seu blog, uma das páginas de leitura diária obrigatória para mim.Sou professora da prefeitura de Campos e tenho ouvido alguns comentários sobre a verba do FUNDEB que deveria ter sido compartilhada com os professores desde o início de janeiro deste ano, o q não ocorreu, e que se a prefeitura não repassar a mesma até 31 de dezembro, perderá a verba de 2010.Fui buscar maiores informações para saber de quanto é a verba e a que deve se destinar.Imagina a minha surpresa ao ver no portal da transparência do Governo Federal, no link http://www.portaltransparencia.gov.br/PortalTransparenciaListaFavorecidos.asp?Exercicio=2009&SelecaoUF=1&CodUF=0&SiglaUF=RJ&NomeUF=RIO DE JANEIRO&ValorUF=&ValorTodosMun=&CodMun=5819&NomeMun=CAMPOS DOS GOITACAZES&ValorMun=691.853.777,90&CodFuncao=28&NomeFuncao=Encargos Especiais&CodAcao=0C33&NomeAcao=FUNDEB&ValorAcao=6.872.014,87 que Campos recebeu R$ 6.872.014,87, do FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃOBÁSICA E DE VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO (FUNDEB) e que de acordo com o seu regimento (ver link http://www.mp.rs.gov.br/areas/infancia/arquivos/cartilhafundeb.pdf) 60% dessa verba deve ser reservada para pagamento dos profissionais da educação, o que aumentaria nosso salário mensal। Os outros 40% deveriam ser empregados para melhorar a qualidade da educação básica do município।Agora eu pergunto: O QUE FOI FEITO DESSA VERBA? PARA ONDE FOI? QUEM GASTOU? EM QUÊ? SERÁ QUE O MUNICÍPIO VAI PERDER MAIS ESSE INCENTIVO POR MÁ ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA?É desgastante assistir todo esse pouco caso, toda essa politicagem do poder público. Rosângela".
Disse no Blog do Digui e repito aqui:
"Será que não existe um órgão público maior que a Administração desse Município para cobrar, barrar e exigir providências???"

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Descaso com a Educação


Do Blog do meu amigo Digui.


"Há algum tempo esse blog vem descrevendo o descaso que nossos governantes municipais vêm tendo com a educação.As desculpas dessa atual gestão são sempre as mesmas: após 5 anos de descaso, essa é a realidade ou a culpa é da gestão passada, entre outras.A verdade é que esse governo até o momento também não demonstrou nenhuma solução para acabar com o sofrimento dos alunos e professores, com medidas eficazes e construções de várias escolas para oferecerem o mínimo de condições de desenvolver o aprendizado.Como já estamos em novembro, podemos considerar como 6 anos de descaso e pelo visto ainda virão vários na mão desse governo atual.Maquiar algumas escolas com pequenos reparos e banho de tinta, é um pequeno passo, onde não podemos classificar essa maquiagem como solução para o desenvolvimento educacional em Campos.Hoje a InterTV mostrou o descaso dos governantes na localidade da Tapera, onde o governo parece achar que só de matricular e amontoar as crianças já fizeram seu papel. Quando digo que os alunos dessa cidade são meras estatísticas, já que cada aluno matriculado significa $$$$, que o governo federal repassa, nesse caso, para o município.Os alunos da Tapera estudam em casas alugadas, onde o ensino é improvisado por não ter estrutura de escola, faltando espaço para o número de crianças matriculadas, alunos ficam espalhados pela garagem da casa onde assistem às aulas e fazem a refeição em meio ao calor que incomoda a todos.Na localidade está sendo construida uma creche escola, mas o aviso não informa o início das obras e nem a conclusão. O gasto dos cofres públicos chega a quase um milhão duzentos e vinte e dois mil reais. Um dos encarregados disse que o serviço estava parado por atraso no pagamento dos funcionários.A assessoria de imprensa da Prefeita declarou que a reforma da escola começou, mas teve que ser interrompida porque a construtora responsável tem documentos pendentes e a Prefeitura solicitou a regularização para continuar a obra.Então, porque a prefeitura liberou a construção da escola para uma construtora que estava com os documentos pendentes?O blog no dia 13/11 postou (Aqui) sobre a falta de unidades escolares, onde as bolsas de estudos acabam virando um grande negócio para as escolas privadas e um calvário para quem depende das escolas municipais.Um exemplo claro também temos em Guarus, onde a escola Profª Aurea Simão exerce suas atividades em uma casa alugada, sem nenhuma condição de desenvolver com dignidade uma educação de qualidade, além da escola privada ligada a um vereador, que é agraciado com o dinheiro público para abrigar 570 bolsistas. Só para abrigar esses alunos precisariam construir duas grandes escolas, agora, responda-me quem souber: Quantas escolas e quando serão construidas essas unidades escolares?Com muita politicagem, descaso, imcompetência, blá, blá, blá , o governo passado e o atual, continuam no mesmo caminho, mantendo a educação de Campos na U.T.I."

terça-feira, 29 de setembro de 2009

EDUCAÇÃO NA CORÉIA DO SUL


Os melhores alunos do mundo. Não são superdotados. Deram a sorte de estar na melhor escola do país que tem o melhor ensino básico do planeta.
Veja o que faz diferença:Na sala de aula, tudo o que é preciso para educar com motivação.
São oito horas por dia na escola. Estressante? Não, é divertido, dizem eles.
Todos têm notas acima de oito. O segredo é nunca permitir que o aluno passe um dia sem entender a lição, diz a professora, que ganha o equivalente a R$ 10,5 mil por mês.
É a média na Coréia, onde os professores precisam ter curso superior e são atualizados e avaliados a cada dois anos. Se o aluno não aprende, o professor é reprovado.
Tudo isso num país que nos anos 50 estava destruído por uma guerra civil que dividiu a Coréia ao meio, deixou um milhão de mortos e a maior parte da população na miséria. Um em cada três coreanos era analfabeto. Hoje, oito em cada dez chegam à universidade.
A virada começou com uma lei que tornou o ensino básico prioridade. Os recursos foram concentrados nos primeiros oito anos de estudo, tornados obrigatórios e gratuitos, como são até hoje. O ensino médio tem 50% de escolas privadas e as faculdades são todas pagas, mesmo as públicas.
Bons alunos têm bolsa de estudos e o governo incentiva pesquisas estratégicas.
O fato é que logo depois da reforma da Educação, a Economia da Coréia começou a crescer rápido, em média 9% ao ano durante mais de três décadas. E hoje, graças à multidão de cientistas que o país forma todos os anos, a Coréia está pronta para entrar no primeiro mundo, tendo como cartão de visitas uma incrível capacidade de inovação tecnológica. Desde a área de computação até na genética.
(Fonte: jornalnacional.globo.com)

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Ministério da Educação recebe proposta de revisão das diretrizes curriculares dos cursos de jornalismo




Depois de toda a polêmica envolvendo o fim da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista, a comissão de especialistas em ensino na área entregou, na sexta-feira passada, ao Ministério da Educação a proposta de revisão das diretrizes curriculares dos cursos de jornalismo.

Entre as idéias apresentadas estão o incentivo à diversidade de projetos pedagógicos nos cursos de jornalismo, o estágio supervisionado e a construção de cursos mais autônomos, com o objetivo de atualizar o perfil dos estudantes e melhorar a formação dos jornalistas.

Durante o processo de revisão das diretrizes curriculares dos cursos de jornalismo, a sociedade civil participou em três audiências públicas. A primeira, no Rio de Janeiro, reuniu o segmento acadêmico; na segunda, em Recife, foram ouvidos os representantes do mercado de trabalho e das entidades de classe. No último encontro, em São Paulo, os debates contaram com organizações não governamentais e movimentos sociais. O público em geral pode participar através da internet.

Assessoria de Imprensa da Sesu, via site do Ministério da Educação

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

CÂMARA APROVA O PEC QUE AUMENTA RECURSOS DA EDUCAÇÃO



A proposta deve representar R$ 7 bilhões a mais para o setor em 2010 e R$ 10,5 bilhões a partir de 2011.

O Plenário concluiu, nesta quarta-feira, a votação em primeiro turno da Proposta de Emenda à Constituição 277/08, do Senado, que acaba gradualmente com a incidência da Desvinculação de Receitas da União (DRU) sobre o dinheiro do governo federal destinado à Educação. O texto também assegura o direito ao ensino básico gratuito para as pessoas de 4 a 17 anos. Ele deve ser votado ainda em segundo turno antes de retornar ao Senado.

A PEC foi aprovada na forma de substitutivo de comissão especial, de autoria do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN). Atualmente, a DRU é descontada da arrecadação dos tributos e contribuições federais no índice de 20%.

De acordo com o substitutivo, ela será gradualmente reduzida ao longo de três anos para o setor educacional. Em 2009 e 2010, serão descontados, respectivamente, 12,5% e 5%.

Já em 2011, não haverá mais a incidência da DRU sobre os recursos que a União deve direcionar à Educação. Eles são estipulados, pela Constituição, em 18% da arrecadação federal. Os estados, o Distrito Federal e os municípios devem destinar 25% dos seus tributos ao setor.

domingo, 13 de setembro de 2009

QUE LÁSTIMA


Lendo o Blog do meu amigo Dignidade, me deparei com tal comentário a respeito dos professores e a brilhante resposta da professora Luciana...

Anônimo disse...
O GOVERNO FAZ O QUE PODE.
POLITICA É ASSIM, MEU CARO.
SE VOCÊ ESTIVESSE NA BOQUINHA, ESTARIA DEFENDENDO O SISTEMA COM UNHAS E DENTES.
A EDUCAÇÃO ESTÁ RUIM PQ GDE PARTE DOS PROFESSORES SÓ QUEREM RECEBER SEUS SALARIOS, VIVEM RECLAMANDO DE TUDO.
O QUE ADIANTA O GOVERNO INVESTIR, E ALGUNS PROFESSORES SÓ QUEREM BRISA.
DE TUDO RECLAMAM,
SE TEM 10,20,30 ALUNOS, RECLAMAM
TRABALHAR AOS SÁBADOS, RECLAMAM
TIRAM ALGUMAS CÓPIAS, RECLAMAM
ESCOLA LONGE DE CASA, RECLAMAM
GANHAM AUMENTO DE SALARIO, RECLAMAM QUE FOI POUCO
ANTIGAMENTE O PROFESSOR TINHA PRAZER EM ENSINAR, HOJE EM RECLAMAR
E VOCE DEVE SER UM DESSES, QUE VIVE RECLAMANDO PELOS CORREDORES.
O TEMPO QUE VOCE PERDEU PARA ELABORAR AS RECLAMAÇÕES, DEVERIA TER USADO PARA PESQUISAR E PREPARAR SUA AULA.
DEPOIS NÃO VENHAM RECLAMAR QUE CULPARAM VOCES PELA EDUCAÇÃO RUIM.

Professora Luciana disse...
Certamente o anônimo das 09:44 deve estar longe da escola, pelo menos um bom tempo, pois não consegue ver os caos em que as escolas estão sobrevivendo. Quanto à frase: “A POLÍTICA É ASSIM”, só diz isso uma pessoa totalmente sem consciência política e covarde ao extremo, para aceitar como normal algo que é digno de repúdio.
Política não é assim não, isso que se faz em Campos é politicagem, algo totalmente diferente de política.
Os professores, pelo menos a maioria tenho certeza, não trabalham apenas com 10 ou 20 alunos, existem turmas com bem mais de 30. São problemas diversos, criações familiares divergentes, dificuldades múltiplas dentro de um mesmo espaço, às vezes nem espaço tem, e o professor tem que dar conta de tudo isso. Geralmente, não tiramos algumas cópias, tiramos várias o mês inteiro, o ano inteiro.
Sabe fazer conta?
Então acompanha o raciocínio: numa turma de 30 alunos, o professor de 1° ao 5° ano trabalha com no mínimo 6 componentes curriculares diferentes, sendo 6 dias letivos na semana com os sábados, se dermos pelo menos 1 folha de xérox para cada matéria na tentativa de sair da rotina do quadro e da cópia, serão 30 x 6= 180 cópias à dez centavos (quando encontramos xérox nesse valor), fala as contas de quanto um professor gasta de xérox por mês, sem contar com as avaliações bimestrais.
O anônimo é tão incoerente, que disse que o governo faz o que pode, mas se o governo não pode nos fornecer a xérox, nós, professores, podemos?
Talvez a pergunta seja muito complexa para esse anônimo (09:44)!
Vá até uma escola pública e trabalhe, ou vá e estude, aprenda a refletir pelo menos, para não falar besteira.
Em toda profissão há profissionais comprometidos e os que não querem nada. Por falar em profissão, qual será a profissão do referido anônimo? Será que este julga a si mesmo pelos seus colegas ou julga seus colegas por si mesmo?

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Unesco debaterá em Belém a alfabetização de adultos


Oitenta ministros de diferentes países do mundo vão debater, em companhia de alguns presidentes, inclusive Luiz Inácio Lula da Silva, no início de dezembro, em Belém, no Pará, a situação em que se encontram as sociedades na questão da alfabetização de adultos.

Este, ao lado da qualidade dos cursos de pedagogia para formar os professores da educação básica, é um dos maiores desafios da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para este ano e a instituição começa a enfrentá-los.

A Unesco quer vencer a eterna polêmica sobre se vale a pena ou não investir em educação de adultos. Para Vincent Defourny, representante da Unesco no Brasil, esta é uma questão superada. Claro que vale, e os estudos sobre retorno de investimento estão aí para comprovar o acerto destas opções políticas.

A situação do Brasil nas questões com as quais a Unesco se preocupa no momento não é boa. Da meta de alfabetizar 10 milhões de adultos, fixada em 2003, o país conseguiu apenas 1,5 milhão. Hoje, são 12,5% de analfabetos, taxa que já foi de 10%, quando se considerava erradicado o analfabetismo pelos parâmetros internacionais. Em números absolutos, são 14 milhões de analfabetos.

A informação que a Unesco obtém de estudos técnicos realizados em instituições de alta qualidade é que o retorno do investimento na educação de adultos é alto, e os ganhos são maiores sobretudo para as mulheres. Este é um tema prioritário para este ano.

O outro desafio para a instituição continua sendo o problema crônico da aprendizagem, que não é fácil resolver. Neste quesito, a situação brasileira também é grave.

Paolo Fontani, novo coordenador do setor de educação da Unesco, aponta que 68% dos brasileiros chegam ao fim de oito anos de estudos básicos sem saber ler, escrever e compreender. O que acontece em sala de aula ainda é um mistério. E aqui já foi várias vezes identificado o problema crucial da formação do professor.

A Unesco também incluiu entre os seus desafios do momento o investimento na qualidade e formação dos educadores, com uma revisão profunda dos cursos de pedagogia e de licenciatura, inclusive dos currículos. Um amplo diagnóstico da carreira docente está também em preparação, especialmente aqueles professores que atuam na educação básica.

O magistério é a terceira carreira com maior número de profissionais. A primeira é a de escriturários, a segunda de funcionários do setor terciário, e a terceira a do magistério. Na área básica, são 2 milhões de profissionais. Levantamento a ser concluído em dois meses mostrará a carreira, a formação e a inserção no mercado de trabalho.

Aproximadamente 80% desses professores trabalham em uma única escola e não em várias, como dizia a mitologia; 90% deles têm nesta atividade o seu trabalho principal, outro rompimento de falso dogma. A grande maioria dedica-se 30 horas aos seus alunos.

Outro diagnóstico parcial do estudo é que as áreas mais carentes de professores são as de física e química (faltam 60 mil e 49 mil respectivamente), e como não há mestres adequados, acabam sendo também as de qualidade insuficiente, porque são recrutados, para dar aulas destas disciplinas, professores de outras especialidades.

A Unesco espera promover um rico debate sobre estes dois desafios que agridem os sistemas educacionais do Brasil e de muitos outros países do mundo, inclusive dos países do mundo desenvolvido.

Da conferência - a sexta de abrangência internacional sobre educação de jovens e adultos, a realizar-se em Belém na primeira semana de dezembro - espera a Unesco colher um plano completo de ação para melhorar a educação de adultos em todo o mundo.

Fonte: Valor Econômico (Por Rosângela Bittar)

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

HINO NACIONAL BRASILEIRO

imagens para myspace


O Hino foi escrito numa linguagem coloquial e apaixonante.

HINO DO BRASIL
(Joaquim Osório Duque Estrada)

I

AS MARGENS PACÍFICAS DO IPIRANGA OUVIRAM
O GRITO DE UM POVO HERÓICO QUE, AO LONGE, PÔDE SER OUVIDO
E O SOL DA LIBERDADE, COM RAIOS QUE BRILHAVAM MUITO,
BRILHOU NO CÉU DO BRASIL NAQUELE MOMENTO.

SE A GARANTIA DESSA IGUALDADE
CONSEGUIMOS CONQUISTAR COM NOSSAS PRÓPRIAS MÃOS,
POR VOCÊ, QUE NOS DEU A LIBERDADE,
NOSSO PEITO DESAFIA A PRÓPRIA MORTE.

Ó, PAÍS AMADO,
IDOLATRADO,
QUE VOCÊ SEJA ABENÇOADO.

BRASIL, SE A IMAGEM DO CRUZEIRO DO SUL
BRILHA TANTO NO TEU CÉU TRANSPARENTE E ALEGRE,
UM SONHO INTENSO, UM RAIO MARAVILHOSO DE AMOR
E DE ESPERANÇA
DESCE ATÉ A TERRA.

A PRÓPRIA NATUREZA TE FEZ TÃO GRANDE,
VOCÊ É BELO, É FORTE, GIGANTE SEM MEDO,
E NO FUTURO CONTINUARÁ A SER GRANDE.

TERRA QUE AMAMOS,
ENTRE TANTOS OUTROS,
VOCÊ, BRASIL,
É O PAÍS QUE AMAMOS.

VOCÊ É A BONDOSA MÃE DOS QUE NASCEM AQUI,
AMADA TERRA NATAL,
BRASIL!

II

DEITADO PARA SEMPRE NUM BERÇO GRANDIOSO,
BANHADO PELO SOM DO MAR E PELA LUZ DO CÉU
QUE SÓ AQUI BRILHA TANTO ASSIM,
SE DESTACA, Ó BRASIL, "PRECIOSIDADE" DA AMÉRICA,
BANHADO PELO SOL QUE ILUMINA OS NOVOS CONTINENTES.

TEUS ALEGRES E LINDOS CAMPOS,
TÊM MAIS FLORES DO QUE A TERRA MAIS PRODUTIVA,
ASSIM COMO NOSSAS FLORESTAS SÃO MAIS BELAS
NOSSA VIDA, QUANDO ESTAMOS AQUI, TEM MAIS FELICIDADE.

Ó, PAÍS AMADO,
IDOLATRADO,
QUE VOCÊ SEJA ABENÇOADO.

BRASIL, QUE PARA SEMPRE TUA BANDEIRA CHEIA DE ESTRELAS,
SEJA SÍMBOLO DE AMOR ETERNO
E QUE O VERDE-AMARELO DELA (DA BANDEIRA) DIGA
- PAZ NO FUTURO E HONRA E BRILHO NO PASSADO,

MAS, SE UM DIA VOCÊ ERGUER SUA ARMA DA JUSTIÇA
NUMA GUERRA,
VAI VER QUE UM FILHO TEU JAMAIS FOGE A UMA LUTA,
E QUEM TE ADORA, NÃO TEME NEM A PRÓPRIA MORTE.

TERRA QUE AMAMOS,
ENTRE TANTOS OUTROS,
VOCÊ, BRASIL,
É O PAÍS QUE AMAMOS.

VOCÊ É A BONDOSA MÃE DOS QUE NASCEM AQUI,
PAÍS QUE AMAMOS,
BRASIL.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

PROFESSORES DO ESTADO DO RIO EM




Acompanhe a saga dos professores - Estado do RJ para que o governador Sérgio Cabral não retire direitos legalmente conquistado pela classe há anos.

Veja o que os jornais publicaram sobre a manifestão de 01/09/09
- Professores são presos em protesto em frente à Assembleia Legislativa do Rio
- Professores do Rio fazem novo protesto e entram em greve; assista

ATENÇÃO:
É extremamente importante a participação dos professores na Assembléia que acontecerá na próxima semana, terça-feira, 08 de setembro, pois só estando lá, o professor poderá deixar clara sua postura diante do Projeto de Lei 2474. Alunos e pais também podem e devem comparecer, já que a educação é de interesse destes também.



INFORMATIVOS

Data: 02/09/2009

Educação estadual entra em greve a
partir de terça-feira

Após a intensa participação da categoria, lotando as escadarias e galerias, pressionando os deputados por emails e nos corredores da Assembléia Legislativa, a assembléia na quarta-feira, dia 2, decidiu entrar em greve a partir da próxima terça-feira, dia 8 de setembro, para garantir a manutenção dos 12% entre os níveis e a incorporação do Nova Escola ainda nesse governo. Nesse dia, o Projeto de Lei 2474 está previsto para ser votado. O PL modifica para pior nosso plano de carreira, reduzindo de 12% para 7,5% o interstício entre os níveis, além de incorporar o Nova Escola somente em seis anos! Significa dizer que a última parcela da incorporação será paga pelo governador que vencer as eleições de 2014!

Na terça-feira, às 12h, ocorrerá uma marcha da Candelária até a ALERJ em defesa do Plano de Carreira e pela incorporação imediata da gratificação do Nova Escola. Na ALERJ, os professores e funcionários farão uma vigília nas escadarias e galerias e, ao
final da votação do projeto, realizarão uma assembléia geral – atenção: a assembléia ocorrerá mesmo que o projeto não seja votado.

Os profissionais de educação estão revoltados com o descaso do governador, que
descumpriu todas suas promessas de campanha e agora ataca diretamente o plano de
carreira. A categoria tem que aumentar ainda mais a mobilização, mostrando à comunidade escolar todos os graves problemas que ocorrerão para a educação pública, caso o PL 2474 seja aprovado da forma original. Por isso mesmo, os profissionais de educação realizarão aulas, quinta e sexta-feira, onde será mostrado o conteúdo do movimento em defesa do Plano de Carreira. Podem ser mostradas, por exemplo, as tabelas com a redução do orçamento da educação que o PL 2474 provocará, contidas nesse jornal. Professores e funcionários têm feito vigílias quase diárias na ALERJ, com a presença maciça da categoria. O sindicato também vem negociando com os deputados a inclusão de emendas que defendam nossos direitos para que o PL não seja aprovado com o texto original, cujo teor é um verdadeiro ataque à educação pública. Assim, o sindicato solicitou aos deputados que votem nas emendas cujo teor garanta:

1) A manutenção dos 12% entre os níveis;
2) A diminuição do prazo para a incorporação do Nova Escola - durante este governo; 3) A inclusão dos professores de 40 horas, dos Animadores Culturais e Funcionários Administrativos no Plano de Carreira;
4) A inclusão de mestrado e doutorado como níveis do Plano de Carreira;
5) A data-base para o funcionalismo.




Fonte: SEPE

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Ministério Público aceita representação do SEPE contra a terceirização da merenda escolar


Deu no Blog da Profª Luciana

Ministério Público acatou a representação do SEPE, feita em 23 de julho solicitando medidas judiciais de uma possível ilegalidade, em relação à terceirização da merenda escolar da rede pública municipal.

O promotor Êvanes Soares ajuizou hoje ação civil pública de número 2009-0140-02429-5 no juízo da 1ªVara no caso da terceirização da merenda.

O SEPE teve, inclusive, sua legitimidade como representante da categoria questionada, no entanto, a aceitação do Ministério Público à tal representação mostra-nos que, no mínimo, a representação teve embasamento, muito ao contrário do que foi dito por representantes do poder público, em programa de rádio local.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

NÂO À TERCEIRIZAÇÃO DA MERENDA ESCOLAR EM AÇÃO


SEPE se posiciona em relação à terceirização da merenda escolar.
Palavras Acesas



A terceirização da merenda escolar com valores exorbitantes, em torno de R$ 60 milhões, em dois anos, para atender em caráter experimental , 39 mil alunos de 83 escolas entre as 242 existentes é , no mínimo,escandalosa.

Diante da realidade da rede Estadual, cuja per capita é de R$ 0,32 centavos, o valor da rede municipal de R$ 3,50 é inaceitável. Hoje uma quentinha pode ser comprada no varejo por R$ 4,00. Como se explica a per capita das escolas municipais apresentar custo tão alto?

É um escândalo! Mas da indignação nasce a ação.

Hoje nós, diretores do SEPE, nos reunimos extraordinariamente para discutirmos o assunto e aprovamos por unanimidade documentos à serem encaminhados às Secretarias de Educação, de Controle e Orçamento, e Finanças, solicitando informações sobre os valores gastos com merenda escolar no ano de 2008 e 1° semestre de 2009. Já estão protocolados.

Além disso, foi aprovado que faremos representação ao MINISTÉRIO PÚBLICO para fins
de suspensão DA LICITAÇÃO

quarta-feira, 22 de julho de 2009

sexta-feira, 17 de julho de 2009

"UM REINO DIVIDIDO, NÃO SUBSISTE"

Desde ontem, 16 de julho, estou participando da Conferência sobre Educação do Município. Como moro em Santa Maria e o ônibus demorou muito a chegar em Campos, cheguei um pouco atrasada à palestra de hoje. Não tendo mais lugares vagos no auditório da Faculdade de Direito, fiquei "tentando" ouvir a palestra do lado de fora. No final da palestra foi aberto um debate onde uma professora disse que, em Santa Maria de Campos havia uma sala de aula com 60 ou 70 alunos e que quem disse isso foi a professora que falou em nome dos professores na Audiência na Câmara Municipal de Vereadores. Ora, todo mundo sabe que fui eu a professora que falou na Audiência, pois vários blogs comentaram sobre o assunto, mas em momento nenhum eu disse que em Santa Maria tinha uma sala de aula com 60 ou 70 alunos!!!
Quando tomei parte do que estava acontecendo entrei no auditório, pois algumas pessoas foram embora, e havia uma pessoa da SMEC muito indignada, e com toda razão, dizendo que se houvesse uma sala com essa quantidade de alunos deveria ser denunciada. A Secretária de Educação tomou a palavra e disse que não queria "denuncismos" e sim provas.
Quero deixar bem claro que esta professora que levantou essa calúnia está totalmente desorientada. Afinal de contas, de que lado ela está?
Na oportunidade que tive na Audiência Pública, onde estavam presentes vários professores, representantes do SEPE, a representante da Secretária de Educação, membros da SMEC, Conselheiros e Autoridades, falei sobre a situação de Diretores e Vice Diretores que não tinham habilitação para exercer tal cargo; sobre as eleições diretas para Diretores e Vice e sobre classes multisseriadas.
Em momento nenhum fiz denuncismos, mas estou sofrendo um!!!
Para obtermos vitórias na Educação precisamos deixar de meninice, andarmos com a verdade e lutarmos por um bem comum e não "só querer ver o circo pegar fogo"!!!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

O ATUAL GOVERNO MUNICIPAL QUER PERPETUAR O ATRASO...


Palavras Acesas

Este post saiu no Blog da Professora Graciete e este Blog apoia sua posição!!! Confira...
A terceirização da merenda escolar é uma medida atrasada que a prefeitura de Campos quer implantar, com total desrespeito à comunidade escolar.

Quem são estes educadores que defendem um descalabro desses?

Nós do SEPE, já tivemos oportunidade em audiência com a Secretária Auxiliadora Freitas de expressar nossa posição em relação a avalanche de terceirizações que assolam o município,e em nossa pauta consta a reivindicação de CONCURSO PÚBLICO PARA FUNCIONÁRIOS ADMINISTRATIVOS, incluindo-se neste contexto AS MERENDEIRAS.

Apesar disso, somos surpreendidos com a decisão deste Governo em terceirizar a MERENDA ESCOLAR. Na audiência com a Secretária, citamos os exemplos nefastos de terceirização da merenda escolar implantada em SP e em Macaé, onde a qualidade do cardápio não tem a aprovação dos alunos e o desperdício é grande, com as quentinhas sendo jogadas nos lixo.

É isso que este Governo defende e quer implantar?

Além da falta de respeito generalizada com a comunidade escolar, os recursos públicos não estão sendo tratados com responsabilidade e a transparência que deveria ter. Pois o próprio nome diz: RECURSOS PÚBLICOS,o que significa que são de todos, o Governo deve agir de maneira consequente ao administrá-lo.

Resta dizer, que acima disso está o aluno, e quem faz a merenda também é um profissional de educação, que procura adequar o cardápio ao gosto da comunidade escolar onde a escola está inserida. Cada escola vive uma realidade que deve ser respeitada e a imposição de uma merenda feita em outro lugar implica diretamente em perda de qualidade.

A quem interessa essa terceirização?

Não nos causa nenhuma surpresa a aprovação por parte de algumas direções de escolas, como a que expulsou a equipe de reportagem da Folha da Manhã. Essa cumplicidade é fruto da indicação de diretores de escola, onde a defesa das ações do governo estão acima de qualquer coisa, em detrimento dos anseios da comunidade escolar . Afinal é para isso que elas foram indicadas. Isso , depois da audiência na CÂMARA, esperamos que seja corrigido com as eleições diretas para DIRETORES DE ESCOLA.

NÃO À TERCEIRIZAÇÃO DA MERENDA ESCOLAR!


O amigo Dignidade também falou sobre o assunto.POR UMA CAMPOS MORALIZADA, DIGNA E JUSTA!: CAMPOS NAS MÃOS DAS EMPRESAS PRIVADAS

domingo, 12 de julho de 2009

Considerações sobre a Audiência Pública no último dia 09.


Primeiro quero parabenizar aos colegas Dignidade, Professora Luciana, Professora Hilda Helena e Professora Graciete, pois com louvor relataram sobre a audiência. Fico muito feliz por saber que realmente, há um remanescente que está na luta.
Lamento muito a ausência da Secretária de Educação, pois sem ela não pudemos ter uma resposta imediata às nossas reivindicações. Mas na verdade, quero ressaltar a importância do ato em si. Essa foi a primeira vez que os professores da rede tiveram a oportunidade de estar tão próximos a seus representantes para discutir, opinar e discordar sobre assuntos pertinentes à categoria. Fomos bem recebidos, tivemos toda liberdade de expressão, fomos ouvidos, ouvimos... Bom, pra mim a Audiência foi uma experiência ímpar, onde pude ver na prática o exercício da cidadania!
Não estou satisfeita com o resultado do assunto em pauta "Eleições para diretores e vice-diretores", mas estou plenamente convicta que foi aberto um grande espaço para nós, do qual devemos nos apossar e fazer uso do mesmo quantas vezes forem necessárias!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Sindicato dos Profissionais da Educação vai à Câmara de Vereadores


Recebi da queridíssima Ana Paula e estou repassando.
O Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação - SEPE/Campos vai comparecer a Audiência pública para discussão da ELEIÇÃO DIRETA PARA DIREÇÃO DE ESCOLA NO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES no próximo dia 9 de julho, às 15h.
No dia 10 os profissinais da educação se reúnem em assembleia (ampliada) às 17h - Sindicato dos Bancários. Na pauta: Eleições diretas para direção de escolas; CONAE (Conferência Nacional de Educação) e outros.

sábado, 27 de junho de 2009

E A ASSEMBLEIA DO SEPE?


No dia 24 de junho, postei por aqui sobre a assembleia do SEPE como segue abaixo.

"ATENÇÃO PROFESSORES!!!!
Hoje, ás 17:00, no sindicato dos Bancários haverá assembleia do SEPE. Lá estaremos tratando de assuntos do interesse de todos da classe. A assembleia é um espaço democrático, onde podemos compartilhar ideias, opiniões, sugestões, dúvidas, etc.
Faça um esforço, COMPAREÇA!!! Juntos, somos mais fortes!!!"


Muito bem, na data e hora marcada cheguei ao sindicato dos Bancários e um funcionário me recebeu dizendo que talvez não haveria a reunião, pois não haviam agendado e ele teria que fechar o lugar às 18:00 e uma pessoa do SEPE havia ligado meia hora atrás avisando da reunião.

Logo junto comigo chegou também o professor Amaro Sérgio que tomou conhecimento da situação.
Aos poucos foram chegando algumas pessoas, entre elas a professora Graciete, que tomando parte da situação iniciou a reunião.

Haviam poucas pessoas e poucas novidades.

Minha preocupação maior é: Será que todo aquele empenho de luta e ideal ficou depositado nas urnas?

Tivemos um tempo corrido de conversa onde nos foi informado que não houve ainda a reunião com a secretária de Educação, que acontecerá no dia 9 de julho às 15:00 uma Audiência Pública com a Comissão de Educação na Câmara dos Vereadores e só.

De verdade tinha uma expectativa muito boa para essa assembleia, afinal acabamos de sair de uma eleição que, no meu ponto de vista, nos aguça a arregaçar as mangas e botar a mão na massa. Mas a realidade foi bem outra.

A proposta comum de todas as chapas era reaproximar a categoria ao SEPE, mas a categoria só se aproximará se acreditar e vir em sua liderança firmeza, determinação e principalmente compromisso.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

QUEM NÃO LUTA POR SEUS DIREITOS, VIVE A ESPERA DE FAVORES


ATENÇÃO PROFESSORES!!!!
Hoje, ás 17:00, no sindicato dos Bancários haverá assembleia do SEPE. Lá estaremos tratando de assuntos do interesse de todos da classe. A assembleia é um espaço democrático, onde podemos compartilhar ideias, opiniões, sugestões, dúvidas, etc.
Faça um esforço, COMPAREÇA!!! Juntos, somos mais fortes!!!

quinta-feira, 18 de junho de 2009

ELEIÇÕES DO SEPE EM SANTA MARIA


As eleições aqui em Santa Maria estão de vento em poupa!!!!
Ontem à noite estava dando aula quando fui surpreendida por uma comissão do SEPE trazendo a urna para que pudéssemos votar. E eu, lógico, registrei meu voto com muito orgulho, pois vivo esse momento pela 1ª vez e me senti plenamente cidadã, pois exerci meu direito por uma causa em que, de verdade, eu acredito!!!
Hoje a tarde eles voltaram e mais uma parcela de professores puderam votar. Fiquei feliz em ver meus colegas empenhados em votar e tão esperançosos quanto eu!!!
As votações terminam amanhã. Ainda dá tempo de votar!!!

quinta-feira, 4 de junho de 2009



Com a fala Fábio Siqueira!!!
Eleições para direção das escolas municipais em debate

A Comissão de Educação da Câmara, por iniciativa dos vereadores Dona Penha (PPS) - presidente da comissão - e Renato Barbosa (PT), vai convocar audiência pública para a discussão das eleições diretas para a direção das escolas da rede municipal, conforme solicitação do SEPE Campos motivada por deliberação da última assembleia da categoria.
Na oportunidade, a Secretaria Maria Auxiliadora Freitas vai ser convocada para discutir o assunto com o Legislativo e a sociedade.
Tramita naquela Casa de Leis um projeto de Lei de autoria de Renato Barbosa (PT) que determina a gestão democrática nas escolas municipais.
Na ultima audiência com o SEPE, a Secretaria Auxiliadora Freitas condicionou a instalação de um grupo de trabalho para implementar o processo à aprovação da prefeita Rosinha।

VEJA MAIS...
http://fabiosiqueira.blogspot.com/">FABIO SIQUEIRA

terça-feira, 26 de maio de 2009



Professora da Rede Municipal de Educação é pressionada e coagida no sentido da imposição da aplicação da avaliação externa.
Aqui está seu relato.
Profª Luciana

sexta-feira, 22 de maio de 2009

AVALIAÇÕES EXTERNAS




Acho de extrema importância que os profissionais de Educação da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes leiam esses posts.

POR UMA CAMPOS MORALIZADA, DIGNA E JUSTA!: ABRA O OLHO PROFESSOR!

A TroLhA: Prestem atenção...!!!!



quarta-feira, 20 de maio de 2009

Notícias da Assembleia do SEPE


Ontem, dia 19/05/2009, aconteceu mais uma assembleia do SEPE.
A cada assembleia que participo fico com as esperanças renovadas, pois lá, conseguimos obter informações sobre nossa classe (profissionais da educação), o que tem acontecido e quais a diretrizes a serem tomadas.
Fomos informados sobre a reunião dos Diretores do SEPE com a Secretária de Educação e com o Secretário de Administração.
Nessa reunião foi decidido que se formará uma comissão para estudar a questão do plano de carreira da categoria, separado do plano traçado para todos os funcionários públicos. Quanto a questão da equiparação salarial dos pedagogos, o Secretário de Administração demonstrou muito boa vontade. Já sobre as eleições diretas para diretores de Escolas, a Secretária de Educação não esboçou nenhum plano para tal.
Mediante a isso a assembleia do SEPE resolveu fazer um encaminhamento à comissão de educação pedindo uma audiência com os vereadores para discutirmos o assunto "Eleições" onde esperamos contar não só com a categoria, mas também com a comunidade.

domingo, 17 de maio de 2009

ASSEMBLEIA DO SEPE


Na próxima terça-feira, dia 19 de maio, às 17:00,no Sindicato dos Bancários, acontecerá a assembleia do SEPE. Profissionais da Educação vamos comparecer, vamos expor nossos pensamentos, dúvidas e juntos buscarmos uma Educação melhor!

quarta-feira, 13 de maio de 2009

EDUCAÇÃO - Quem somos e onde estamos?


Após ler, no Blog do FABIO SIQUEIRA: Informes da audiência de hoje do SEPE com a SMEC, sobre a reunião com a Secretária de Educação , no dia 12/05/2009 resolvi "desabafar".
Nunca fui uma pessoa interessada em política, leis, direitos, etc. Mas com o passar do tempo, veio vindo o amadurecimento e minha visão de mundo foi-se ampliando. Há 3 meses atrás me filiei ao SEPE (Sindicato Estadual de Profissionais da Educação, atendendo também a rede Municipal) fazendo parte do Núcleo de Campos dos Goytacazes e logo de imediato fui convidada a fazer parte de uma chapa para a nova diretoria.
No momento estava empenhada em lutar por minha classe, pois estávamos e ainda estamos vivendo situações complicadas na Educação do Município. Muito bem, fui à Assembléias, reuniões, mas me senti muito pequena, quase insignificante, diante da política local. Além de não ver um empenho da parte dos colegas de profissão em relação a uma luta que não é individual e sim coletiva, onde juntos procuramos um bem comum.
Agora, se você puder e quiser, me responda:
Você acredita que nosso povo, o povo brasleiro, em particular, nossa classe, está preparado e interessado em lutar por seus direitos? E, nossos governantes levam fé em nossas reivindicações, considerando-as e priorizando-as?

terça-feira, 12 de maio de 2009

12/05 - Jovens na Câmara. É hoje! 1º emprego pra Juventude Campista: Vamos cobrar a aprovação da lei na Câmara dos Vereadores!


Texto extraído do Blog Sapientia,da minha amiga Jéssica.

Jornal O Diário / Painel Diário
Jovens na Câmara (1)
Hoje, jovens ligados à União da Juventude Socialista (UJS) irão ocupar o plenário da Câmara de Vereadores de Campos em defesa de uma lei municipal de incentivo ao primeiro emprego para a juventude. A expectativa é de que vários jovens compareçam ao plenário para apoiar a iniciativa. Na ocasião, a UJS fará uso da tribuna para apresentar dois projetos de leis aos vereadores.
Jovens na Câmara (2)
O primeiro projeto de lei concede desconto no Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) para as empresas que admitirem jovens entre 16 e 29 anos à procura do primeiro emprego. Já o outro projeto, destina 20% das vagas geradas por empresas financiadas pelo Fundecam para o primeiro emprego, como forma de contrapartida social.
http://www.odiarionews.net/opiniao.html
Folha da Manhã / Boulevard
A luta dos jovens
O presidente da União da Juventude Socialista (UJS), André Lacerda, vai ocupar a tribuna da Câmara Municipal de Campos, hoje, para apresentar aos vereadores um projeto de lei do primeiro emprego. Uma das propostas é a concessão de desconto no IPTU às empresas que admitirem jovens de 16 aos 29 anos que se iniciam na vida profissional.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

SEPE LANÇA, NO CALÇADÃO, CAMPANHA PELA ELEIÇÃO DIRETA PARA DIRETORES DE ESCOLAS MUNICIPAIS DE CAMPOS DOS GOYTACAZES.



O lançamento da campanha “Eu quero votar: Eleições Diretas para Diretores de Escolas” vai acontecer no Boulevard Francisco de Paula Carneiro ( Calçadão de Campos) AMANHÃ, dia 8 de maio ao meio dia.

Os profissionais da educação fazem assembleia no dia 18 de maio às 17h no Sindicato dos Bancários.

O princípio básico da democracia passa pela escolha livre de nossos representantes nas diversas esferas de poder.

Na escola não pode ser de outra forma. Gestão democrática não é apenas eleição de diretores, mas esta é imprescindível para que uma gestão com participação de pais, professores, funcionários e alunos aconteça de fato.

Negar à comunidade escolar o direito de escolher seus gestores é o primeiro ataque que o governo faz à categoria, tentando impor “apadrinhados” para as direções das escolas municipais.

O SEPE convoca todos os profissionais da educação para a Assembleia do SEPE dia 18 de maio e não 8 como informado no e-mail anterior, às 17h no Sindicato dos Bancários de Campos.



Ana Paula Motta- Jornalista- ASCOM/SEPE-Campos


Ana Paula

Blog Todos os Sonhos de Abril




http://www.clube-de-leituras.net//blogs/apaulamott

domingo, 3 de maio de 2009

Por esses e outros, assim está a Educação


Agora vejam vocês!!!
Em meio a um, mesmo que pequeno, avanço na conscientização política e cidadã na blogosfera campista, nos deparamos com situações inusitadas como essa. E o que é pior... o autor de tal desparate não tem nome!!!!A TroLhA: Sem comentários 2...
A TroLhA: "Cabe a Professora Hilda Helena, como autora do texto que deu origem a polêmica, a primazia em desconstruir o monte de 'asneira patética' publicada pelo intestino de ameba da lapa, que se auto-proclama: professor da rede...


Leia aí...


Professora Hilda Helena disse...
Xacal me permita responder ao anônimo com as mesmas palavras que respondi no meu:
Caro anônimo:
Não sei de quanto tempo é esse que você está falando...
Eu já vivi 40 anos...mas no ano passado por exemplo eu alfabatizei alunos e apesar de achar que Mocaiber não contribuiu em nada com uma Educação de qualidade,ele ao menos criou uma resolução onde seria implantado a ALFAEJA,inclusive em 1 ano,passando primeiro pela AlfaI e depois pela Alfa 2,15 professores foram capacitados para isto e entre esses eu estava...
Eu nunca deixei de falar,mas só que infelizmente eu só conheci há pouco tempo a blogosfera...


Infelizmente, votei na Rosinha e acreditava que ela resolveria a situação...só que a Resolução foi extinta e se você olhar nas postagens antigas verá uma 'infeliz' que dedico a Rosinha e à Auxiliadora,inclusive tem até um comentário da secretária lá...

A blogosfera atingiu em cheio a consciência do cidadão e eu sou é muito grata com isto..

Você disse tudo :A educação se faz com trabalho mas em sintonia com a comunidade e com os que com ela estão envolvidos...

Caro anônimo a licença pelo que eu sei é um direito conquistado ou não?Ou será que você desconhece nossos direitos???
Não sei o que você quer dizer com esse rodízio...eu sou apenas professora,isto é a direç�"

terça-feira, 28 de abril de 2009

Movimento Estudantil deve ressurgir no Brasil


Postado no Blogue do Eri no dia 27/ 04/ 2009

ESTUDANTES OCUPAM SEDE DO DCE-USPP
PELA LIBERDADE DE ORGANIZAÇÃO E AUTONOMIA DOS ESPAÇOS ESTUDANTIS

O espaço, que havia sido fechado pela Reitoria, foi retomado ontem à noite Desde 2006, com o argumento de reforma e regulamentação do espaço, a Reitoria manteve a sede do DCE fechada. Agora, terminada a reforma, a Reitoria simplesmente informou ao DCE que o espaço seria controlado por ela, acabando com a histórica autonomia financeira e política dos estudantes.
Na sexta (24) à noite, a assembléia geral dos estudantes da USP, com mais de 400 presentes, decidiu retomar o espaço, que foi ocupado e agora está sob controle estudantil!

Essa ocupação é o primeiro passo na luta em torno dos 3 eixos aprovados na assembléia

NENHUM CENTAVO A MENOS PARA A EDUCAÇÃO! A crise econômica vai gerar impactos catastróficos sobre o orçamento da Universidade. O ICMS - cuja parcela é o único sustento das estaduais paulistas - sofreu uma queda na ordem de 20%. Esse cenário anuncia um corte de verbas no nosso orçamento por parte do governo Serra.

ABAIXO A UNIVESP! No final de 2008 foi aprovado o programa UNIVESP, que aprofunda a precarização da educação através do ensino à distância nas estaduais paulistas. Aqui na USP já foram criadas 360 vagas de licenciatura em ciências.

ABAIXO A REPRESSÃO! Para implementar esses ataques, a Reitoria vem encaminhando processos de sindicância contra estudantes e funcionários devido a greves e à ocupação da Reitoria de 2007, assim como a retirada de espaços estudantis e a demissão do funcionário e diretor do Sintusp, Brandão. Para barrar esses ataques à universidade, a assembléia apontou a construção de uma grande mobilização unificada das três categorias com perspectiva de uma greve das universidades estaduais paulistas.

Assembléia dos estudantes da USP 6a às 18h na SEDE do DCE entre o bandejão e a Reitoria. Paralisação unificada de estudantes, funcionários e professores para o dia 5 de maio com realização de ATO unificado.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Professor que vinha visitar a mãe em Santo Eduardo está desaparecido


Li no Blog do L. Werneck, de Santo Eduardo e achei importante divulgar!

Desde a última segunda-feira, Paulo Cezar Neves Ralizzini, morador do Rio de Janeiro, está desaparecido. Ele, que é professor e trabalha no Museu Nacional do Rio de Janeiro, teria vindo a Campos para visitar a mãe, que mora em Santo Eduardo. O caso foi registrado na 134ª Delegacia Legal de Polícia, no Centro de Campos.


Segundo informações no Registro de Ocorrência (RO), ele teria saído às 8h30 do Rio e, ao chegar ao Shopping Estrada, teria ligado para sua esposa afirmando estar bem e que ainda iria passar no banco para sacar dinheiro para sua mãe.

Segundo o Registro de Ocorrência, realizado por uma de suas primas, Paulo não teria aparecido na casa da mãe. Ao tentarem entrar em contato com ele, através do seu aparelho celular, a operadora informou que o mesmo está fora da área de cobertura ou desligado.

Após uma busca, sem resultados, no Hospital Ferreira Machado (HFM) e no Serviço Médico Legal (SML), a família pede ajuda a todos que souberem de qualquer informação sobre Paulo.

Matéria do Jornal Monitor Campista.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Ler e escrever o mundo


Encontrei no Blog do Luiz Araújo esse post sobre a Semana de Ação Mundial e achei legal divulgar, pois serve de incentivo, a nós que fazemos parte dos que buscam o melhor!!!

Recebi da Campanha Nacional pelo Direito à Educação a divulgação das atividades que serão realizadas na Semana de Ação Mundial. A Semana é uma iniciativa da Campanha Mundial pela Educação e desde 2001 acontece em mais de 100 países como uma grande pressão internacional sobre líderes e autoridades governamentais para que cumpram os tratados e as leis nacionais e internacionais no sentido de garantir educação pública de qualidade para todas e todos. No Brasil, a Semana é coordenada pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, que produz e distribui materiais de apoio e realiza inúmeras atividades junto com diversos parceiros.
Abaixo a programação:

A Semana em 2009 no Brasil – Ler e escrever o mundo

Leitura e escrita devem estar inseridas em um processo educativo amplo, em que todas e todos tenham acesso à educação pública de qualidade. Só isso permite aos cidadãos tomarem parte no mundo, interpretá-lo, participarem dele, reconstruindo-o e reiventando-o a cada dia. Durante a Semana, vamos pautar e nos preparar para dois importantes eventos que acontecerão em maio, na capital do Pará, Belém.

Fisc, Belém, 16 a 18 de maio

O Fórum Internacional da Sociedade Civil é um evento de caráter mundial, que tem como objetivo preparar a participação da sociedade civil no encontro oficial da Confintea VI.

Confintea VI, Belém, 19 a 22 de maio

A Conferência Internacional de Educação de Adultos é o maior evento de envergadura internacional nesta modalidade educacional e sua sexta edição acontecerá pela primeira vez num país “do sul”. As Confinteas priorizam a participação dos atores governamentais, mas a sociedade civil organizada busca incidir tanto sobre a elaboração dos documentos nacionais que os países apresentam, como sobre as discussões que ocorrem durante o evento com vistas a influir no documento final e nos compromissos dos governos.

28 de abril – Aula Pública no Congresso Nacional

Organizações e movimentos civis de cunho nacional apresentarão às autoridades públicas governamentais suas preocupações quanto à situação da EJA e dos índices de alfabetismo no país. Também haverá depoimentos de educadores, educandos, escritores, artistas, esportistas e celebridades. No final, uma carta gigante com as reivindicações da sociedade será entregue às autoridades para que seja levada à Confintea VI.

domingo, 5 de abril de 2009

FRASES DE STALIN





Encontrei essas "preciosas frases" e quero compartilha-las. Deixe um comentário sobre a que mais te chamou a atenção!




. Uma única morte é uma tragédia. Um milhão de mortes é estatística.

. Morte é a solução para todos os problemas. Nenhum homem, nenhum problema;

. Educação é uma arma que afeta a quem a tem nas mãos e para quem a apontamos;

. Gratidão é uma doença sofrida por cães.

. Não confio em ninguém, inclusive em mim.

. Idéias são mais poderosas que armas. Não permitimos que nossos inimigos portem armas, por que deveríamos permitir idéias?

. A imprensa é a arma mais forte e pontiaguda de nosso partido

. O único poder real vêm da ponta do cano de um longo rifle.

. Os eleitores não decidem uma eleição. As pessoas que contam os votos sim!

sexta-feira, 20 de março de 2009

Com eu vi a Assembleia do SEPE


No dia 18/03/2009, trabalhei até às 15:30 em minha escola, saíndo daqui ás 16:15 para a tão esperada assembleia. Não tive nenhum incentivo por parte de minha unidade escolar, pois em meu ponto fiquei com falta. Não foi fácil ir a Campos, tive gastos e desgasto!!! Mas fui, pois tenho um objetivo, defendo uma causa e luto por eles.
No meu ponto de vista, foi sim muito proveitosa a reunião. Conheci pessoas que, mesmo com poucas armas de guerra, lutam pelos mesmos ideais que eu e estão dispostas a me representarem.
O SEPE não se resume apenas a uma diretoria, mas a nós professores. Tratamos de questões que nos implicam diretamente e nossa classe precisa se unir. Não lutamos individualmente, mas sim por interesses de uma classe, a dos profissionais da educação.
Foram definidas várias diretrizes a serem apresentadas à Secretária de educação e estou acreditando que iniciamos essa luta covictos que teremos êxito.
Agora, deixo aqui meu apelo aos professores. Vamos participar da reunião do dia 6 de abril. As vitórias só acontecem se lutarmos.
Sou professora porque amo ensinar e acredito que a Educação transforma. Quero ver uma educação de qualidade no meu município e país. No que depender de mim, assim será.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Pesquisa mostra como o brasileiro avalia a Educação


Apenas 9% dos brasileiros consideram a baixa qualidade do ensino e o fato de os alunos não estarem aprendendo como os principais problemas da Educação no País. É o que revela a pesquisa sobre a Educação Básica Pública no Brasil, realizada pelo Ibope Inteligência para a CNI - Confederação Nacional da Indústria, em parceria com o movimento Todos Pela Educação. De acordo com os dados, os baixos índices de aprendizagem são apontados como o sexto principal problema da Educação no País. Para os entrevistados, o principal problema da Educação é termos professores desmotivados / mal pagos, que aparece em primeiro lugar, na opinião de 19% dos entrevistados. Logo em seguida está a falta de segurança / drogas nas escolas, que é apontado por 17%. Para 15%, o maior problema é a falta de escolas; para 12% o número de professores é insuficiente; e 11% acreditam que os docentes estão desqualificados / despreparados. Outro ponto de destaque no levantamento é que 0% dos entrevistados considera a falta de participação dos pais como principal problema da Educação. Na avaliação do presidente executivo do Todos Pela Educação, Mozart Neves Ramos, questões emergenciais como a violência, a falta de vagas ainda são mais perceptíveis, do que as estruturais, como o aprendizado. Segundo ele, essa percepção ainda é um reflexo da baixa escolaridade no Brasil, “acredito que essa demanda deve aumentar no futuro, sobretudo porque o grau de escolaridade está crescendo e, com isso, as futuras gerações serão mais críticas e sensíveis à questão da qualidade do ensino”. (Todos Pela Educação)

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Primeiros passos rumo ao cérobro sintético


É difícil acreditar que algum dia alguém será capaz de construir um cérebro 100% sintético, mas cientistas americanos já começaram a dar os primeiros passos em direção a este distante objetivo. A idéia é fazer uma réplica funcional do órgão humano toda em nanotubos de carbono.“Nesse momento ainda não sabemos se isso será possível. Estamos avaliando a viabilidade”, diz a engenheira Alice Parker, da Universidade da Califórnia do Sul. Os desafios são colossais, mas não impediram a pesquisadora de conseguir um financiamento de cerca de 350 mil dólares da National Science Foundation, a principal agência de fomento à pesquisa dos Estados Unidos.Por enquanto os cientistas estão trabalhando com modelagem matemática e construindo pequenos arranjos de neurônios artificiais para tentar simular a plasticidade do cérebro humano, isto é, a capacidade de aprender e se adaptar a mudanças. Supondo que tudo dê certo, eles calculam que só por volta de 2022 seria possível construir, com a tecnologia atual, um protótipo simplificado de cérebro inteiro com 100 bilhões de neurônios – o que exigiria um espaço físico imenso. Outro problema já antevisto é o fornecimento de energia, já que, além de consumi-la em grande quantidade, o cérebro nunca desliga.Apesar de tudo, os pesquisadores vêem aí uma oportunidade para explorar as propriedades dos nanotubos de carbono nas neurociências. Segundo eles, esse é o material ideal para replicar o funcionamento cerebral, já que sua estrutura tridimensional permite conectividade em todas as direções. Além disso, é menos provável que uma prótese feita de carbono cause rejeição pelo organismo. Segundo Parker, por ora só há possibilidades, mas podem surgir novas descobertas e tecnologias nos próximos anos que encurtem esse caminho.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Educação...educação...educação...


Tramita em Brasília um projeto do senador Cristovam Buarque (PDT) que obriga políticos a matricularem seus filhos em escolas públicas. Através da internet já circula um movimento de apoio à ideia do senador. O projeto de lei propõe que todo político eleito (vereador, prefeito, deputado etc.) seja obrigado a colocar os filhos na escola pública. Na visão do senador, quando os políticos se virem obrigados a colocar seus filhos na escola pública, a qualidade do ensino no país irá melhorar. Se aprovado, o projeto prevê um prazo para que os políticos coloquem seus filhos na escola pública: até 2014.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Carmen Miranda no imaginário de Hollywood « Nas retinas

No dia de hoje, 9 de fevereiro, em que comemoramos os 100 anos de nascimento de Carmen Miranda, cabe avaliarmos qual foi seu impacto não somente na cultura brasileira, mas no imáginário de Hollywood.

Desde que aportou nos EUA, em 1939, Carmen começou no teatro no espetáculo musical Streets of Paris em Boston. Seu sucesso no teatro a levou para a Casa Branca, onde realizou uma apresentação especial para o presidente Franklin Roosevelt em 5 de março de 1940. A partir dai se transformou em artista constante no rádio, TV e cinema. Nos EUA foram 13 filmes ao lado de estrelas como Don Ameche, Groucho Marx, Alice Faye e Cesar Romero.

Em seu último filme americano, Scared Stiff de 1953, atuou ao lado da dupla Dean Martin e Jerry Lewis em uma produção da Paramount. Ao longo de toda sua trajetória nos EUA, mesmo sendo usada para a política de boa vizinhança do governo americano, que tentava impedir a influência do nazifascismo na América Latina durante a II Guerra Mundial, Carmen conquistou a admiração e o respeito da indústria do entretenimento americano.


Em diversos filmes, programas de TV e desenhos, Carmen foi retratada e homenageada. Lucille Ball fez uma paródia de Carmen em sua popular série I Love Lucy na década de 50. Na animação Magical Maestro, de Tex Avery, o cão Spike, encantado pelo mágico, imita Carmen Miranda. E por ai seguiram diversas reinterpretações de sua imagem pela América. Apesar da adoração do exótico latino, denunciada fartamente pelos estudiosos do cinema, Carmen era elogiada e reconhecida pelos seus pares das artes e pelo público americano. Foi a mulher mais bem paga nos EUA e a maior arrecadadora de impostos pelo seu faturamento como atriz.

Voltando ao seu último filme, Scared Stiff, Jerry Lewis fez também sua homenagem para a Pequena Notável. No roteiro, com a ausência do número principal, Jerry assume seu papel no palco. Veja abaixo. E viva Carmen Miranda.


sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

COMO SE AS COISAS NÃO ESTIVESSEM SUFICIENTEMENTE RUINS,PROFESSOR RUSSO PREVÊ O FIM DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA



por Andrew Osborn [1]
19 de Dezembro de 2008, Wall Street Journal [2]



Moscou - Por uma década, o acadêmico russo Igor Panarin [3] tem previsto que os EUA vão se esfacelar em 2010. Durante quase esse tempo todo, ele admite, poucos levaram seu argumento - que um colapso econômico e moral vai desencadear uma guerra civil e eventual destruição dos EUA - a sério. Agora ele encontrou uma forte audiência: a mídia estatal russa.

Nas últimas semanas, ele tem sido entrevistado quase duas vezes por dia sobre sua previsão. "É um recorde," diz o professor Panarin. "Mas eu acho que a atenção vai crescer cada vez mais."

Professor Panarin, 50 anos de idade, não é uma figura desconhecida. Um ex-analista da KGB, ele é reitor da Academia do Ministério russo dos Negócios Estrangeiros para futuros diplomatas. Ele é convidado para recepções no Kremlin, palestra para estudantes, publica livros, e aparece na mídia como um perito em relações entre Rússia e EUA.

Mas é sua previsão sinistra para os EUA que é música para os ouvidos do Kremlin, que nos últimos anos tem culpado Washington por tudo, desde a instabilidade no Oriente Médio até a crise financeira mundial. A visão de Panarin também encaixa perfeitamente com a narrativa do Kremlin que a Rússia está retornando ao seu correto lugar no cenário mundial depois das trevas da década de 1990, quando muitos temeram na quebra do país economica e politicamente e sua posterior divisão em vários territórios.

Um homem educado e agradável com corte de cabelo militar (curto), Sr. Panarin insiste que ele não desgosta dos americanos. Mas ele alerta que a previsão para eles é tenebrosa.

"Existe hoje uma chance de 45-55% que a desintegração ocorrerá," ele diz. "Alguém poderia regozijar com esse processo," ele adiciona, indiferente. "Mas se estamos falando razoavelmente, não é o melhor cenário - para a Rússia." Mesmo que a Rússia se tornasse poderosa no nível mundial, ele diz, sua economia sofreria, pois ela depende fortemente hoje em dia do dólar e das transações com os EUA.

O Sr. Panarin apresenta, resumindo, que a imigração em massa, o declínio econômico, e a degradação moral vai desencadear uma guerra civil no próximo outono e o colapso do dólar. Mais ou menos em fins de Junho de 2010, ou no início de Julho, ele diz, os EUA irão partir-se em seis pedaços - com o controle do Alasca vindo para a Rússia.

Além da crescente cobertura da mídia estatal, que é fortemente controlado pelo Kremlin, as idéias de Panarin estão agora sendo amplamente discutidas entre os especialistas locais. Ele apresentou sua teoria em uma recente mesa redonda em uma discussão no Ministério do Exterior. A melhor escola de relações esteriores do país o apresentou como palestrante principal. Durante uma aparição no canal de tevê estatal Rossiya, a estação alternava entre seus comentários e filmagens de filas em restaurantes populares e massas de mendigos nos EUA. O professor também tem sido exibido no canal de propaganda de língua americana do Kremlin, "Russian Today".

A visão apocalíptica de Panarin "reflete um alto nível de anti-Americanismo na Rússia atual." diz Vladimir Pozner, um eminente jornalista de televisão na Rússia. "É muito maior do que era na União Soviética."

Pozner e outros comentadores e especialistas sobre os EUA desacreditam as previsões de Panarin. "Idéias malucas não são geralmente discutidas por pessoas sérias," diz Sergei Rogov, diretor do "Institute for U.S. and Canadian Studies"(Instituto para estudos sobre os EUA e Canadá) gerido pelo governo, que pensa que as teorias de Panarin não se sustentam.

O currículo de Panarin inclui muitos anos de experiência na KGB soviética, uma experiência compartilhada por outros altos oficiais russos. Seu escritório, no centro de Moscou, mostra seu orgulho patriótico, com bandeiras na parede sustentando o emblema da FSB, a agência sucessora da KGB. Também está cheio de estátuas de águias; uma águia com cabeça dupla era o símbolo da Rússia Czarista.

O professor diz que ele iniciou sua carreira na KGB em 1976. Na Rússia pós-Soviética, ele ganhou um doutorado em ciência política, estudou economia americana, e trabalhou para a FAPSI (Federal Agency of Government Communications and Information) (Agência Federal de Informação e Comunicação Governamental), então a equivalente russa da "Nationa Security Agency" (NSA) americana. Ele diz que fazia previsões estratégicas para o então presidente Boris Yeltsin, adicionando que os detalhes são "secretos."

Em Setembro de 1998, ele compareceu a uma conferência em Linz, Aústria, voltada para informações militares, o uso de dados para ter vantagem sobre o inimigo. Foi lá, em frente a 400 delegados membros, que ele apresentou pela primeira vez sua teoria sobre o colapso dos EUA em 2010.

"Quando eu apertei o botão no meu computador e o mapa dos EUA desintegrou, centenas de pessoas ficaram estupefatas," ele relembra. Ele disse que a maioria da audiência era cética. "Eles não acreditaram em mim."

Ao final da minha apresentação, ele diz que muitos delegados pediram para que ele autografasse cópias do mapa mostrando os EUA desmembrado.

Ele baseou sua previsão em material secreto fornecido para ele pelos analistas da FAPSI, ele diz. Ele prediz que tendências econômicas, financeiras e demográficas vão provocar uma crise social e política nos EUA. Quando a coisa ficar realmente feita, ele diz, os Estados mais ricos vão retirar seus fundos do governo federal e efetivamente romper com a união. Agitação social e até uma guerra civil vai vir. Os EUA então vão se separar entre linhas étnicas, e governos estrangeiros vão invadir.

A California formará um núcleo do que ele chama "A República da Califórnia," e será parte da China ou sobre influência chinesa. Texas será o coração da "República do Texas," um grupo de estados que ou vão cair sobre domínio mexicano ou cairão sofre influência do México. Washington D.C., e Nova York serão parte da "América Atlântica" que pode vir a se unir com a União Européia. Canada pegará um grupo dos estados do nordeste que Panarin chama de "A República Central Norte-Americana." Havaí, ele sugere, será um protetorado do Japão ou da China, e o Alaska vai ser englobado pela Rússia.

"Seria razoável para a Rússia ficar com o Alasca; ele foi parte do Império Russo por um longo tempo." Uma imagem de satélite enquadrando o Estreito de Bering que separa o Alasca da Rússia como um fio está pendurado na parede de seu escritório. "Não está aí sem razão," ele diz com um sorriso cínico.

O interesse em sua previsão reacendeu nesse outono quando ele publicou um artigo na Izvestia, um dos maiores jornais diários nacionais da Rússia. Nele, ele reiterou sua teoria, chamando a dívida externa americana "um esquema em pirâmide," e previu que a China e a Rússia usurparão o papel de Washington como um regulador financeiro global.

Os americanos esperam que o presidente eleito Barack Obama "pode fazer milagres," ele escreveu. "Mas quando a primavera vir, estará claro que não haverá milagres."

O artigo trouxe uma questão sobre sobre a reação da Casa Branca sobre a previsão de Panarin veiculado na conferência de notícias de Dezembro. "Eu terei que recusar a comentar," a porta-voz Dana Perino disse entre muitos risos.

Para o Professor Panarin, a resposta da Sra. Perino foi insignificante. "A forma que a resposta foi dada é uma indicação de que minha visão está sendo ouvida muito atentamente," ele diz.

O professor diz que está convencido que as pessoas estão levando sua teoria mais à sério. Pessoas como ele previram cataclismas similares antes, ele diz, e estavam certas. Ele cita o cientista político francês Emmanuel Todd. O Sr. Todd é famoso por ter previsto acertadamente a queda da União Soviética - com 15 anos de antecedência. "Quando ele previu o colapso da União Soviética em 1976, as pessoas riram dele," diz o professor Panarin.

Anotações: COMO ACOMPANHAR A EDUCAÇÃO DE SEUS FILHOS


1-Como participar da vida escolar de seu filho- Vá a escola de seus filhos e participe ativamente das atividades que ela oferece.- Converse com os professores sobre como seus filhos estão nos estudos.- Caso seus filhos estejam com alguma dificuldade na escola, peça orientação aos professores de como ajudá-los em casa.- Leia bilhetes e avisos que a escola mandar e responda quando necessário.- Compareça às reuniões da escola. Dê sua opinião, ela é muito importante.2- Como manifestar interesseO interesse dos pais pela educação dos filhos é muito importante. As crianças e os jovens gostam de saber que os pais valorizam o esforço que eles fazem para estudar. Por isso mesmo vale a pena lembrar:- Incentive seus filhos a estudar.- Mostre que, quanto mais eles estudarem, maiores serão as oportunidades profissionais e pessoais.- Verifique se seus filhos estão indo à escola.- Pergunte todos os dias o que fizeram na escola, o que aprenderam, e escute com atenção o que contam.- Ensine seus filhos a cuidar do material escolar e dos livros.- Cuide da saúde de seus filhos e mantenha as vacinas em dia. Se notar algum problema, procure o posto de saúde.3- Como ajudar em casa-Avançar nos estudos depende do que as crianças e os jovens aprendem na escola. Mas depende, também, de estudar em casa. Cuidados simples dão grandes resultados.- É importante que seus filhos façam os deveres de casa. Mas atenção: Você não deve fazer o dever por eles. Se tiver dificuldade, converse com eles e com os professores. É assim que você ajuda a criança e o adolescente a aprender mais e melhor.- Leia para seus filhos. Pode ser um livro, uma revista, um jornal. Peça a eles que leiam sempre para você. É muito importante incentivar a leitura.- Incentive seus filhos a frequentar a biblioteca da escola ou da cidade.- Ajude seus filhos a organizar o tempo em casa, pois tem hora para brincar, jogar, ver televisão e principalmente para estudar.- E lembre-se: o interesse em acompanhar os estudos dos seus filhos contribui para que eles aprendam mais e melhor.4- O que é IDEB?O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica ( Ideb) mostra se os alunos estão aprendendo o que precisam na idade certa.Toda escola tem uma nota que vai de 0 a 10, o Ideb. Conhecer o Ideb da escola de seus filhos é muito importante. Assim você descobre se ela vai bem e como pode melhorar.Converse com a diretoria, os professores e o conselho escolar sobre o Ideb da escola de seus filhos e como você pode fazer para ajudar a aumentar a nota dela.Quanto mais alto o Ideb, melhor para todos.Extraído de professoressolidarios@googlegroups.com

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009


É de assustar!
Cerca de 700 mil alunos da educação básica cursam séries incompatíveis com a idade.
BRASÍLIA - Um levantamento da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC) aponta que mais de 705 mil crianças não estão cursando a série indicada para sua idade. A pesquisa foi feita nos 1.114 municípios que já solicitaram ao ministério tecnologias educacionais para a correção do fluxo escolar nos anos iniciais do ensino fundamental.
Os dados são preliminares e o número pode ser ainda maior. O Brasil possui hoje 46 milhões de alunos da educação básica na escola pública. Em 2009, a correção da chamada distorção idade-série será custeada pelo ministério. A secretaria aguarda a resposta de 193 dos 1.307 municípios prioritários das ações do Plano de Desenvolvimento da Educação. Eles apresentaram baixos resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2007 e por isso recebem apoio técnico e financeiro do ministério.
O MEC oferece aos municípios três opções de tecnologias educacionais. Elas foram pré-qualificadas e compõem o Guia de Tecnologias Educacionais. São elas: correção de fluxo escolar na aprendizagem, desenvolvida pela organização não-governamental Geempa; programa de correção de fluxo escolar, do Instituto Alfa e Beto (IAB); e programa Acelera Brasil, do Instituto Ayrton Senna (IAS).
As tecnologias educacionais são como projetos pedagógicos que possuem estratégias e metodologias específicas para fazer com que o aluno recupere o conteúdo atrasado e avance para a série correta. Elas trazem instruções desde a gestão educacional até como avaliar o processo de aprendizagem.
De acordo com o MEC, os dados informados pelos municípios apontam que 90% dos alunos dos anos iniciais do ensino fundamental frequentam série incompatível com a idade. Mas segundo o coordenador-geral de Tecnologias da Educação, Cláudio André, é provável que esse número esteja incorreto. O ministério irá comparar os dados do Censo Escolar de 2008 e discutir esses índices com as secretarias de educação.
Agência BrasilRetirado do Portal IG.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Este era um tópico que gostaria de ver profissinais da educação discutir


(...)

Os professores e os alunos são, em conjunto, prisioneiros dos problemas e constrangimentos que decorrem do défice de sentido das situações escolares. A construção de uma outra relação com o saber, por parte dos alunos, e de uma outra forma de viver a profissão, por parte dos professores, têm de ser feitas a par.

A escola erigiu historicamente, como requisito prévio da aprendizagem, a transformação das crianças e dos jovens em alunos. Construir a escola do futuro supõe, pois, a adopção do procedimento inverso: transformar os alunos em pessoas. Só nestas condiçõesa escola poderá assumir-se, para todos, como um lugar de hospitalidade.

Rui Canário

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Novas Ideias (sem acento) e as velhas Idéias (Com acento) A nova educação! « Gil Giardelli 4.0


Na contramão do Presidente lula, e sua inteligente declaração de que jornais, revistas, sites e blogs dão azia! Ou seja, “não me venha com fatos novos, já tenho as minhas idéias formadas.”

A tese da professora Cláudia Rodrigues, da Unicamp, constatou que “Blogar é aprender” e a leitura de blogs, é ótima para a educação. Abaixo, os principais pontos do excelente trabalho da professora.

Despertou nos adolescentes o desejo de escrever mais - As discussões passaram a ser estendidas para além da sala de aula.

Duas vias - Trata-se de uma ferramenta motivadora para a escrita, que pode ser usada pelo professor, e que se transforma em espaço de debate para o aluno

Negar o novo - A escola ainda possui resistência em levar para sala de aula gêneros digitais que possam auxiliar o ensino.

Falta de visão - “Muitos (Professores) ainda vêem a internet apenas como um instrumento de entretenimento e não se dão conta de sua utilidade nos estudos e pesquisas.

A escola tradicional não entende o dialeto que os jovens utilizam para expressar suas opiniões nos blogs! Gerando negação ao meio!

A interdisciplinaridade - Os alunos passaram a buscar orientações dos outros professores para embasar as suas opiniões promovendo, desta forma, educação coletiva!

Economia colaborativa - As discussões envolveram também família e amigos dos alunos. Pelo fato do blog ser público, não há limitações de acesso. Em decorrência disto, o aluno se preocupa mais com suas produções porque seu texto não é mais direcionado apenas à avaliação do professor – neste ambiente, passa a ser coletivos!

A entrevista da Professora Cláudia Rodrigues para o Jornal da Unicamp! integra aqui




“Os blogs já se transformaram em ferramenta de otimização do aproveitamento no aprendizado escolar. Na experiência da professora Cláudia Rodrigues, que dá aulas de Redação do ensino médio, a iniciativa mostrou-se mais do que positiva. “As discussões tiveram maior alcance do ponto de vista temático e passaram a ser estendidas para além da sala de aula. Despertou nos adolescentes o desejo de escrever mais”, atesta Cláudia, que apresentou dissertação de mestrado no Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) com os resultados da estratégia aplicada em quatro turmas de uma escola em Minas Gerais, em 2007.

Os blogs – espaço de interação na internet que são atualizados periodicamente e obedecem a uma ordem cronológica – consistem em um fenômeno recente, mas que conquistou as mais diferentes categorias de internautas pela própria dinâmica da página. No blog, explica Cláudia, os alunos são colocados em contato com diversas fontes e opiniões e, neste aspecto, pode-se exercitar o poder de argumentação. “Trata-se de uma ferramenta motivadora para a escrita, que pode ser usada pelo professor, e que se transforma em espaço de debate para o aluno”, esclarece.

Segundo a professora, a escola ainda possui resistência em levar para sala de aula gêneros digitais que possam auxiliar o ensino. Na opinião da autora da pesquisa, muitos ainda vêem a internet apenas como um instrumento de entretenimento e não se dão conta de sua utilidade nos estudos e pesquisas. Ela alega ainda o domínio que os jovens possuem com as tecnologias da informação e que isso melhor poderia ser aproveitado no ambiente escolar.

Para Cláudia, um dos grandes entraves para a aceitação do blog como estratégia de ensino seria a linguagem própria que a internet produz. É como uma espécie de dialeto que os jovens utilizam para expressar suas opiniões. Mas “não se trata de substituir a forma de ensinar a norma culta. Ela tem seu espaço já reconhecido, assim como a linguagem informal. A minha proposta é utilizar um novo espaço para otimizar os debates ocorridos em sala de aula e despertar o interesse pela escrita”, explica.

O estudo, orientado pela professora Denise Bértoli Braga, envolveu a produção de 20 blogs. Destes, foram selecionados quatro para a análise de dados da dissertação e justificar a importância do estudo. Cláudia conta que a idéia de inserir os blogs nas aulas de produção textual partiu de uma percepção, ao longo dos anos, de que havia uma carência nos debates realizados em sala e, ainda, em decorrência disso uma limitação nas discussões. A experiência, esclarece, demonstrou que a interação aumentou o interesse pela escrita, assim como os alunos passaram a buscar por orientações dos outros professores para embasar as suas opiniões promovendo, desta forma, a interdisciplinaridade.

As discussões envolveram também família e amigos dos alunos. Pelo fato do blog ser público, não há limitações de acesso. Em decorrência disto, o aluno se preocupa mais com suas produções porque seu texto não é mais direcionado apenas à avaliação do professor – neste ambiente, passa a ser coletivo. “Os alunos dominam os fóruns, chats e msn e sabem o que é e como trabalhar com estes meios. Eles invadiram a vida de todo mundo e não há como fugir desta realidade. A escola pode, portanto, utilizar destes canais como mais uma ferramenta”, declara.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009


Descoberta bactéria que afeta o aedes aegypti

"Ouvi pela Rádio Nacional FM de Brasília que cientistas australianos isolaram uma bactéria que reduz o ciclo de vida do aedes aegypti à metade e diminui sua fertilidade. Resta saber se a tal bactéria não afeta mamíferos , especialmente os humanos, e desenvolver um método de sua propagação na população dos mosquitos assassinos. Uma boa notícia para começar o ano."


Fonte: Rádio Nacional FM Brasília

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009



PROGRESSÃO CONTINUADA OU PROMOÇÃO AUTOMÁTICA?



Considerações sobre os alunos que concluem o ensino fundamental e sem estar alfabetizados.

Vamos iniciar esse artigo procurando refletir sobre o que está acontecendo nas escolas públicas atualmente, o aluno tem garantido por lei direito a duzentos dias letivos (200), ele também tem garantido por lei direito a educação gratuita e de qualidade, todos têm conhecimento desses direitos e não é novidade para ninguém, porém já faz algum tempo que a contradição entre discurso e prática fica evidente até para os leigos, ou para as pessoas que não fazem parte do mundo escolar, de fato a sociedade questiona o regime de progressão continuada implantado nas escolas públicas e que nada tem de progressivo, na verdade se mostra como um sistema regressivo, autoritário que descumpre a lei pois não valida aquilo que é assegurado: Qualidade de Ensino. Já faz algum tempo que questiono esse regime autoritário que de inclusivo passou a exclusivo, pois os alunos são promovidos mesmo não aprendendo e quando chegam no Ensino Fundamental I, mal lendo e escrevendo simplesmente ficam assistindo às aulas sem nada compreender, e o professor tem a responsabilidade de ensinar o conteúdo para vários alunos e não tem como alfabetizar alunos que já deveriam estar alfabetizados, isso é inclusão e igualdade de oportunidades?
Se a Progressão Continuada desse aos alunos oportunidades iguais de aprender teríamos tantos alunos com dificuldades na leitura e escrita concluindo o Ensino Fundamental I? Professores questionam essa prática, mas são obrigados a mascarar problemas, reduzir o números de reprovados, pois como já disse tudo é imposto, não existe uma reflexão com relação as conseqüências que isso trás para os alunos, como fica um adolescente que sabe não ter aprendido mas se vê igualmente promovido, mas diferentemente dos demais não sabe ler e escrever. Considero importante os estudos feitos por Emília Ferreiro na área da alfabetização, e a Psicogênese da Língua escrita sem dúvida é o marco divisor para a educação e para a alfabetização, porém não acho justo o que fazem com os alunos que ainda não dominam o código da língua escrita, aprovam para o ano seguinte e dizem assim: “esse alunos está silábico-alfabético e logo se tornará alfabético”... No final do Ensino Fundamental I? Isso é grave e não pode ser tratado simplesmente como um nível de escrita, precisamos pensar que esse aluno passou pelo menos oitocentos (800) dias letivos na escola somando os quatro anos iniciais e não aprendeu a ler, não se trata de dar respostas a uma sondagem escrita, mas sim de investigarmos o que aconteceu durante esse tempo todo que esse aluno passou pela escola e não aprendeu.
Professores, gestores, coordenadores a sociedade em geral precisa refletir sobre as conseqüências desse problema a curto e longo prazo, pois indiferente dos interesses políticos e econômicos que estão por trás desses desmandos em nome de uma falsa inclusão, temos que pensar no aluno, não como discurso mas na prática, pois somos responsáveis pelos nossos atos, e somos cúmplices de algo que não funciona tão bem como deveria. A Progressão Continuada da forma como vem sendo feita desde a sua implantação não cumpre com o intuito explícito em seu próprio nome “Progressão Continuada”, isso porque o aluno é aprovado automaticamente mesmo sem ter aprendido e dessa forma não progride e sim regride. Cabe ressaltar que os alunos com dificuldades de aprendizagem recebem um reforço escolar de qualidade discutível muitas vezes ministrados em salas superlotadas ou por um professor inexperiente, quando deveria ser o contrário, pois alunos com dificuldades de aprendizagem demandam atenção especial e um olhar apurado, de um profissional experiente para intervir individualmente ou em pequenos grupos.
De acordo com Patto (2005), “A democratização do ensino requer muito mais do que “pôr toda criançada na escola”, para que ela obtenha, não importa como, o diploma no prazo previsto”.
De fato não é possível pensar numa escola que garante o diploma mas não garante a aprendizagem, de que adianta ter um diploma mas não ter o domínio da leitura e escrita. Não defendo a volta de reprovação como solução, mas proponho que façamos de fato alguma coisa concreta, que não se restrinja a manifestos escritos como esse e tantos outros, mas sim que possamos transformar o fazer docente, para transformarmos o sistema e a estrutura de maneira consciente. A tarefa não é fácil, demanda muita coragem e acima de tudo vontade de modificar esse sistema injusto e que transformou a educação pública numa enganação, não devemos mais aceitar sem questionar, façamos isso nas escolas, nas reuniões pedagógicas, nos congressos, pois se não começarmos um grande plano de mudança estaremos coniventes e passivos diante do erro.
“A melhor maneira que a gente tem de fazer possível amanhã alguma coisa que não é possível de ser feita hoje, é fazer hoje aquilo que hoje pode ser feito. Mas se eu não fizer hoje o que hoje não pode ser feito e tentar fazer hoje o que hoje não pode ser feito, dificilmente eu faço amanhã o que hoje também não pude fazer”. (Paulo Freire)
Para finalizar gostaria de lembrar o mestre Paulo Freire que idealizou a Progressão Continuada mas não a promoção automática com seu caráter mascarado, pelo contrário Paulo Freire idealizou o bom ensino, a leitura de mundo, a educação como meio para a libertação, o respeito aquele que está sendo alfabetizado e a garantia de que ler é direito de todos. Infelizmente suas idéias foram distorcidas e que vemos é uma educação pública em crise e a Progressão Continuada se transformou em promoção automática.

"Quem não luta por seus direitos,

vive a espera de favores..."

Sejam todos bem-vindos!

Seja muito bem-vindos todos os amigos, apaixonados ou desesperados por Educação. Espero de coração que aprendamos muito uns com os outros. Deus te abençoe.